Pequenos abusos, grandes prisões

setembro 12, 2016

Todas as vezes que eu vejo uma mulher mudando drasticamente o visual, logo penso: “Terminou o relacionamento”, na maioria das vezes eu acerto. E fico me questionando: “Se ela ainda estivesse casada/namorando teria coragem de fazer essa mudança?” 

Viajante que sou, comecei a refletir sobre a ligação que há entre terminar um relacionamento e mudar. Notei que muitas podem ser as causas, desse “movimento”. Algumas querem chamar atenção do ex, mostrando que podem ser diferentes e autênticas sem ele. Outras buscam reparar na aparência seu amor próprio e sua valorização perdida dentro do relacionamento. Algumas buscam serem notadas por outros homens, afinal agora estão solteiras e livres para se envolverem com outra pessoa.  Outras ainda entram num instinto “agora eu vou cuidar de mim” porque perceberam que se anularam em função do parceiro.

Em todos os casos citados vejo um momento de desintoxicação de relacionamentos “abusivos”. 
Por que mudar só depois do fim? Será que estava faltando liberdade? Será que estava faltando atitude?

Cheguei a conclusão que as mudanças vêm porque muitas não se sentiam “elas mesmas” no relacionamento, e com o término do mesmo, sentem-se livres para satisfazerem suas vontades, sem alguém para reprimir ou recriminar.

Diga não aos pequenos abusos.


Estamos entrando em uma zona polêmica e complicada, mas vamos desde já separando as coisas. Se você não se vê em situações abusivas, ótimo! Contudo, muitas pessoas vivem essa realidade, e nosso objetivo aqui é ajudar o próximo, certo?

Nem sempre as mulheres se anulam por falta de personalidade ou por falta de atitude e pulso firme. Na maioria das vezes isso acontece por pressão de seus parceiros que vão impondo suas vontades, moldando suas parceiras segundo suas formas de vida. 

É importante ressaltar que tais atitudes, em grande parte, não são propositais, mas ocorrem, pois estão impregnadas culturalmente em nossa sociedade. Alguns homens dificilmente enxergam seus abusos, pois estão cegos pela cultura machista infundida neles. A criação de muitos ensina a dominar, a ter a última palavra, o que inviabiliza o diálogo. Diante desses fatores, muitas mulheres vão apenas aceitando certas atitudes sem questionar, pois estão acostumadas a ficarem caladas, ou por estarem cansadas de se expressarem e não serem ouvidas.
  
Já pararam pra pensar que as mulheres são sempre as desequilibradas da história? Sempre as histéricas, sempre as responsáveis por fazerem o homem se desinteressar, sempre as inseguras, sempre as chatas... É um padrão?

O que ninguém se pergunta é: "Por que tanto desequilíbrio?" "Por que tanta insegurança?" "Por que tanta histeria?" Raras são as exceções, mas os fatores apresentados são apenas consequências das atitudes ou da falta de atitude dos próprios homens. Afinal, o desequilíbrio não existe sem algo ou alguém para causar uma desestabilidade, da mesma forma que, a histeria não existe sem uma pressão externa ou interna. E a insegurança não brota de uma zona segura ou tranquila, mas sim de um ambiente instável e da ausência de conforto.

Percebem aonde quero chegar? Vou dar alguns exemplos reais... (você pode inverter os casos de homem para mulher se for necessário)

Homens sofrem com o desequilíbrio de suas parceiras, por exemplo, pois lançam suas ideias e opiniões de uma forma tão agressiva que as desestabilizam. Geralmente usam expressões para machucar e assim coagir e calar sua mulher. No fim, um parece equilibrado e o outro desequilibrado.

Homens sofrem com a "histeria" de suas parceiras, por exemplo, porque apenas eles falam e opinam, encerrando o diálogo sem deixar que a outra parte se expresse devidamente. Sobra para a mulher, muitas das vezes, partir para a histeria e tentar vencer no grito.

Homens sofrem com a insegurança de suas parceiras, por exemplo, pois são incapazes de elogiarem, cortejarem e fazerem suas mulheres se sentirem amadas e seguras. Outros sofrem com a insegurança, por exemplo, pois costumam brincar com a aparência de sua parceira e com aquilo que as magoam, fazendo com que as mesmas se sintam inferiores, apenas pelo prazer da piada, esquecendo que uma brincadeira só é legal quando os dois riem.

Do exemplos citados, julgo o bullying, um dos mais tristes. Uma brincadeira que faz um rir e o outro chorar não pode ser considerada engraçada. Uma brincadeira que menospreza o outro e o enche de complexos e inseguranças não pode ser considerada normal.

E eu poderia citar muitos outros exemplos, mas a ideia deste post não é propor uma guerra de sexos, nem criar uma revolução nas mulheres e estimular o fim de relacionamentos. A ideia do post é fazer as pessoas refletirem sobre suas ações e caso, se enxergarem numa relação “abusiva”, adotarem uma postura de MUDANÇA, com toda a humildade, reconhecendo sua humanidade passível de erros, rompendo com o orgulho, com a competição e com a soberba. 

Um abuso não pode ser SÓ considerado abuso quando é um ato grande. As pequenas coisas machucam tanto quanto as grandes, as pequenas coisas privam tanto quanto as grandes e são essas pequenas coisas que vão minando os relacionamentos, tornando-os descartáveis.

Não existe fórmula do amor ou do relacionamento perfeito, mas existem princípios para relacionamentos sadios, onde casais devem dialogar humanamente, sem imposições culturais, sem espírito de superioridade... Onde ambos se expressem, tenham voz e tenham vontades respeitadas... Onde não haja um dono ou dona da relação e sim, onde haja equilíbrio.

Acho digno expor que muitos homens se apegam na Bíblia para exemplificar certos comportamentos, pois lá está escrito que a mulher deve ser submissa, contudo, se esquecem que nesta mesma Bíblia está registrado que o homem deve amar sua mulher como ele ama a seu próprio corpo, ou seja, como ele ama a si mesmo.

Por fim, esta mesmíssima Bíblia declara que a mulher sábia edifica a sua casa. Fica então a pergunta: Como isso se dará, se a mulher não for livre para se expressar?


_____________________________________________________________

Post escrito por Juliana Wulpi, autora deste blog.

Gostou? Quer opinar? Deixe seu comentário!

Leia também

32 comentários

  1. Seu texto ficou ótimo! Isso de homem querer que a mulher mude a aparência e modo de ser, é com certeza uma forma de abuso. Isso Tem que vir totalmente da mulher, da vontade dela de mudar seja o cabelo, a roupa, e até o modo de ser.

    Beijos


    Camila Nasc | Books Click
    www.booksclick.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ju, seus posts são excelentes? Essa postagem foi tão importante pra sociedade que eu vou compartilhar de forma direta no meu face. Relacionamentos abusivos estão os monstes escancarados na nossa cara e as pessoas insistem em ignorar isso. Acho que é sim uma temática delicada mas ela tem que ser discutida. Quer um exemplo? Harlequina/Coringa...aquilo ali é uma relação abusiva e todo mundo bate palma em pé. Esse tipo de comportamento reflete a vida real e tem sim que ser discutido.
    Parabéns pela abordagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho e contribuição. É um assunto complexo mesmo, mas que não pode deixar de ser discutido!

      Excluir
  3. Tem toda razão, existe uma ponte entre o bom senso e falta dele. As mulheres são muito sofridas nesse quesito, são mais coletivas e mais amorosas. Exceto os vários casos e raros de que isso nao acontece.
    Mas, tirar da mulher seu própio sorriso e bem estar é idiota. Muitos pensm que não agridem suas parceiras, mal sabem eles do coração dessas moças...

    Ótimo post!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, com certeza! E o coração é o que mais sofre =/

      Excluir
  4. Juliana, eu adorei esse post! Acho que nunca li algo tão real e sincero. Eu já vi isso acontecer tanto com minhas amigas e é sim um assunto que devemos discutir. Em um relacionamento, ninguém precisa se anular pelo outro. Isso não é relacionamento, é quase como uma prisão, onde você pode ou não pode fazer tal coisa. Amei o post, de verdade. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaa lindona! Os exemplos citados acontecem demais mesmo, e não podemos nos calar diante dessas situações!

      Excluir
  5. Meu deus! Vou ate mandar para a minha amiga, no relacionamento dela o namorado não deixa ela se quer ter contatos masculinos no celular, acho isso um abuso, interferir assim na vida do parceiro é realmente lamentável, adorei a forma que escreveu o post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! Mostre para sua amiga mesmoooo. Não está normal isso.

      Excluir
  6. Amei que a sua logo é uma ovelhinha, achei linda. Seu texto está mara, super sensato e realmente muitas mulheres sofrem com a falta de noção dos homens ( vise-versa ). Gostei muito, parabéns.
    http://www.missmundo.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto muito dessa logo <3

      E obrigada pela contribuição!

      Excluir
  7. Eu acho ridículo um homem querer que uma mulher mude o jeito de ser, eu achei o seu texto incrível. Seu texto me fez lembrar do meu Facebook, quando vejo alguma mulher que terminou um relacionamento ela começa a se arrumar, muda de atitude e por ai vai. Seu blog é ótimo, r nenhum texto me prendeu tanto como o seu.

    Beijos.
    Www.joyceneves.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opaaa, bom saber desse detalhes! E realmente, no face encontramos essas pessoas aos montes.

      Excluir
  8. Juli, antes de comentar, eu li com bastante atenção. É muito triste ver que algumas pessoas vivem um relacionamento abusivo. Já que você citou sobre a bíblia ai em baixo do texto, posso falar sobre um pouco também? Quando Deus está no controle do relacionamento, existe um certo equilíbrio.. Eu acho que para as pessoas não viverem um relacionamento tão abusivo, é necessário primeiro buscar a direção de Deus, observar as atitudes da pessoa e observar se ela tem atitudes certas, um caráter de uma pessoa descente. Porque para mim, namoro vai muito mais além que namorar e ponto! Pra mim namoro é algo que tem que nos levar ao casamento, com a pessoa amada. E imagina escolher a pessoa errada? Terá que conviver com isso no casamento.. Ou no namoro, né? Gostei do texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim Lai! Penso assim também. Só que não gosto de restringir meus posts ao Cristianismo, pois assim eu limito as pessoas que podem ser alcançadas com minhas palavras. E os abusos vão além de ter uma religião ou não, pois muitos se dizem religiosos, cristãos, mas não fazem a metade do que pregam. Por isso citei um trecho da bíblia, como protesto.

      Excluir
  9. Oi Ju, você tocou em um assunto tão importante... Quantas mulheres não vivem um relacionamento abusivo e na verdade não sabem, quantos homens como você citou magoam e machucam suas parceiras com palavras grosseiras e falta de elogios, as vezes é dificil pra mim acreditar que o parceiro posso fazer bulling com a própria namorada, e como você disse no inicio do texto, tambèm acho que essa mudança de visual é uma fuga, uma libertação.

    Obrigada pelo texto.

    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Mônica.É difícil mesmo de acreditar, mas o bullyng dentro do relacionamento é muito presente!

      Excluir
  10. Cristo! que post é esse? eu até compartilhei com uma amiga no facebook. Sério, nunca li algo tão real e ao mesmo tempo, que nos traga um choque de realidade. Infelizmente, isso é algo que acontece e muito. O pior, é que existem muitas que só tomam atitude depois.

    Ganhou uma seguidora, e uma admiradora. Pq vc arrasou! maravilhosoooooo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Maaay! Fique sempre por aqui. Será sempre bem-vinda!

      Excluir
  11. Nossa, como você escreve bem. Amei e também partilhei. simplesmente maravilhoso adorei. Parando para reflectir realmente os casos mais comuns de mudança de aparência drástica são quase sempre depois duma decepção amorosa.
    Amei e partilhei. com certeza vim para ficar.
    beijos e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obaaa! Que bom que gostou e veio para ficar <3

      Excluir
  12. Nossa, que texto lindo, que pensamento profundo e bem contado...amei! Bem, a minha opinião sobre tudo isso é que sim, de certa forma nos prendemos a uma situação e estamos centradas naquilo..eu mesma mudei todas as vezes que terminei uma relação! Algumas vezes mudava muito, outras nem tanto, mas seja em pensamento ou em algo físico, sempre mudei! Mas na minha opinião, isso por um lado é bom porque vamos crescendo e a demonstração que temos é fisicamente!
    De qualquer maneira gostei do seu Blog e do post, parabéns!
    Beeeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é bem assim mesmo Cris. As mudanças fazem parte e com certeza aprendemos com elas :D

      Excluir
  13. Falou tudo !
    Em quase todos os relacionamentos tem pequenas mostras de abuso e a gente não se da conta até o dia do fim... sempre tem essa de que mudou o visual no fim do namoro pra esquecer a deixar tudo atrás com o cabelo... nunca passei por isso ainda.
    Seu post foi mega refletivo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, só nos damos conta depois do fim. Que bom que nunca passou por isso, espero que nunca passe <3

      Excluir
  14. Nossa, isso realmente é uma polêmica e tem que ser abordados, nos mulheres fomos criadas para respeitar e aceitar muitas coisas e muitas vezes e acabamos perdendo o nosso eu, somos obrigadas a fazer coisas que não gostamos ou queremos, e às vezes não é por abuso físico e sim psicológico, temos que nos unir contra qualquer tipo de abuso, e a lei maria da penha está aí para nos ajudar, abusos e todo ato de violência desde física, psicológica e emocional, vamos a luta e derrubar todo e qualquer abuso.
    Bjus amei seu post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você citou um ponto muito importante, que é a união!
      Precisamos mesmo nos unir para abrir os olhos de muitas mulheres que não conseguem enxergar a realidade.

      Excluir
  15. Ameeei esse texto, e isso infelizmente ocorre muito :/ amei conhecer seu blog, e foi impossível não segui-lo, super beijo. Att. Glauci

    www.coisasdaglauci.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Glauci por sua visita aqui! Fico muito feliz que tenha gostado e seguido <3

      Excluir
  16. Isso!
    Se não houver respeito e confiança na base de tudo, pode dizer que ama a todo momento que o relacionamento não vai pra frente. Na verdade, o amor nem é o essencial em um relacionamento. E é bem assim, os homens adoram dizer que "a mulher sábia edifica o lar" bla bla bla mas esquece das suas responsabilidades perante à Bíblia! Assim como com os homossexuais, só "pegam" o que é útil pra si e ignoram o resto. Grandes hipócritas, isso é que são!

    Duas Leitoras - no Top Comentarista de Março você pode escolher entre 4 livros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um assunto complexo e polêmico né? Mas você falou tudo, o respeito tem que ser base mesmo. Obrigada por sua contribuição aqui no blog <3

      Excluir

Curta a fanpage

Seguidores